Página inicial

 Página inicial

 Álbum de Fotos

 Agapornis

 Calopsitas

 Papagaios

 Cuidados gerais

 Cortando asas e unhas

 Devo ter um pássaro?

 Direitos dos animais

 Plantas para pássaros

 Ecologia

 Mapa do site

 Histórias reais

 Aves no Antigo Egito

 Aves e a arte

 Aves de São Paulo

 Nossos mascotes

 Campanhas/Banners

 Links

 Nossos Artigos

 Matérias

 Ser Vegetariano

 Proteção Animal

 Escreva-nos!

Criando Papagaios, Calopsitas e Agapornis.
           

 

Cuidados específicos

Criar Calopsitas não é nada difícil mas, requer tempo, comprometimento, e alguns cuidados. Primeiramente, você precisa de um casal adulto. Calopsitas são fisicamente aptas a procriar entre nove e doze meses de idade. MAS, você não deve procriar até que elas tenham pelo menos, 16 meses de idade. Uma Calopsita mais jovem que isso pode não chocar apropriadamente ou não cuidar bem de seus bebês.

A fêmea pode sofrer de obstrução de ovo (freqüentemente fatal), ou botar ovos anormais porque elas ainda não estão prontas. Elas canalizam toda sua energia e força para botar ovos, chocar e criar os bebês, e deixam de completar seu desenvolvimento. Quando você tem pássaros maduros, então você está pronto para iniciar sua criação.

     


O recomendado na criação de Calopsitas consiste num par adulto, uma gaiola de bom tamanho e um grande ninho com divisão para que caiba com comodidade o casal com seus rabos longos. E os filhotes crescendo. O ninho deve medir aproximadamente 25 cm;Prof.x 25 cm;Alt. x 30 cm;Larg. Há muitos tipos de ninhos e vários tamanhos, mas o ideal é aquele que abriga confortavelmente o casal e 5 filhotes em crescimento. Os ninhos devem ficar do lado de fora da gaiola para que não comprometa o espaço interno da gaiola. certifique-se que a madeira não seja muito fina pois eles tendem a roer os ninhos, podendo até escapar! Coloque duas chapas de madeira no fundo do ninho, para que eles não corram o risco de roer o fundo e deixe papel que não solte tinta disponível para que eles levem para o ninho se tiverem vontade.

Eles precisam ter de 10 a 12 horas de luz do dia, ou artificial se for em local fechado. O repouso é fundamental para a saúde de seu pássaro. Mantenha sempre água fresca para banho e para beber, comida sempre limpa e fresca, alimentos ricos em vitamina A e E. Cascas de ovos secas, areia e blocos minerais, são muito necessários e apreciados especialmente quando procriando. O macho geralmente entra primeiro no ninho e depois convida a fêmea para entrar, dizendo à ela que há um bom alojamento para eles. geralmente de uma à três semanas depois ela começa à botar os ovos. Geralmente, elas põem de quatro à seis ovos, mas a minha fêmea bateu um record! 25 ovos em trinta dias! mas, isso é incomum e pode causar até a morte da fêmea. Elas botam um dia sim, outro não. É uma boa idéia olhar o ninho umas duas vezes por dia, pois, elas podem ter os ovos atravessados e você precisará ajudar! Além do mais, os pais, se acostumarão com você e tudo ficará mais fácil! E, se ocorrer algum problema você terá tempo de ajudá-los.

   


Quando ela começar à por os ovos, eles geralmente vão começar à chocar após três a quatro ovos terem sido postos. Você pode olhar com uma vela em um ambiente escuro após 7 à 10 dias que eles estiverem sendo chocados. Você pode fazer isso, segurando o ovo delicada e firmemente, na direção de uma luz forte, ou uma vela, o primeiro sinal será uma pequena rede de veias rosadas. Você pode perceber a diferença entre ovos férteis e não férteis, porque os férteis são de um branco mais sólido, e serão mais pesados. Os não férteis serão mais transparentes. Os ovos, geralmente eclodem em 19 a 21 dias, e quanto mais próximo o dia de eclodirem estiver, aumente o número de alimentos macios, tipo milho, verduras e frutas, assim eles irão se acostumando à regurgitar, às vezes o macho alimenta a fêmea por dois motivos, para treinar e para que ela se alimente, já que ela fica tanto tempo no ninho.

NÃO DEIXE DE VER A PÁGINA: "MOMENTOS MÁGICOS", sobre o nascimento de uma Calopsita!

[ subir ]

[ voltar ]


BIRDMANIA 1999-2008 - birdmania@uol.com.br